por Girrana Rodrigues

Nesta sexta (29), o Museu da Imagem e do Som (MIS) completa 45 anos. Iniciativa, que começou em 1970, tinha o objetivo de preservar e registrar a produção audiovisual como valor social e cultural.  O projeto passou pelas mãos de Ricardo Cravo Albin, Francisco Luiz de Almeida Salles, Paulo Emílio Sales Gomes , Avelino Ginjo, Maurício Loureiro Gama e Rudá de Andrade – intelectuais da época.

Neste clima de aniversário e comemoração listamos 5 exposições que você visitou, disse que iria visitar ou queria muito ter visitado.

1. David Bowie

A exposição do músico mostrava capas de discos dos anos 70, instrumentos, fotografias, manuscritos do próprio Bowie e 47 figurinos que retratavam as fases do astro. A mostra foi de janeiro 2014 até abril e foi visitada por cerca de 80 mil pessoas.

(Foto: Divulgação)

(Foto: Divulgação)

2. Castelo Rá Tim Bum

Todo mundo sempre sonhou ver a árvore da cobra Celeste! Se você dormiu na fila da exposição também conseguiu visitar a sala de música do castelo, a biblioteca e o quarto da tia Morgana. A exposição, pensada para durar três meses, ocupou a área principal do MIS pelo dobro desse tempo. Começando em julho de 2014, era possível visitar o castelo até o dia 25 de janeiro desse ano (quando, apesar de espernearem e pedirem mais tempo, os fãs tiveram que se conformar com o fim). Durante o período, 400 mil pessoas visitaram a exposição .

(Foto: Flickr Tjr700)

(Foto: Flickr Tjr700)

 3. Spectacle: the music video

Em 2012, os fãs dos videoclipes clipes ficaram lisonjeados com  Spectacle. A exposição mostrou a história e as influências do videoclipe, que contribuiu até para as técnicas de filmagem. Bandas pioneiras como Devo, Beastie Boys tiveram suas obras analisadas, assim como artistas recentes como Arcade Fire e Lady Gaga. O grande destaque se dava pela grande quantidade de elementos originais presentes no MIS. As peças de LEGO usadas em Fell In Love with a Girl, do White Stripes, e os storyboards de Take On Me, do A-ha, estavam no museu. Além disso, cerca de 350 clipes foram exibidos nas telas do local.

(Foto: Divulgação)

(Foto: Divulgação)

4. Stanley Kubrick

 Laranja Mecânica, O Iluminado, e Uma Odisséia no Espaço. Os cinéfilos ficam saudosos quando lembram da mostra de Kubrick. A exposição que ocorreu em 2013, trouxe documentos em áudio e vídeo além de objetos de cenas dos principais filmes do diretor. Cerca de 80 mil pessoas visitaram a exposição.

(Foto: Flickr Capitu ou Marcela )

(Foto: Flickr Capitu ou Marcela )

 

5. Games

Em 2011 a exposição “Game on”, veio do museu londrino Barbican Centre. A ideia era apresentar para o público a história dos videogames. O visitante podia jogar 120 títulos, que iam de Pac-Man a Rock Band. Ainda dentro da programação, aconteceram debates e palestras sobre assuntos como roteirização de games e design de personagens.

(Foto: Divulgação)

(Foto: Divulgação)

As filas estão longe de acabar. O MIS já anunciou que em janeiro de 2016, a exposição The World of Tim Burton, sobre o icônico diretor americano chegará à sala principal do museu. Depois dele, em 2017, Renato Russo será tema de uma mostra no local. Aguardaremos. De pé. Por horas.