por Rafael Gonzaga

Nesta quinta-feira (13), o diretor Ricardo Laganaro, da O2 Filmes, irá falar um pouquinho sobre sua experiência na produção de  filmes em realidade virtual no festival Mediamorfosis. Coordenador do departamento de 3D da O2, Laganaro irá focar sua apresentação em sua experiência acumulada na criação de filmes com conteúdo imersivo. O Mediamorfosis é um evento que foi originalmente criado na Argentina e que rola em São Paulo pela primeira vez neste ano. A ideia é que seja uma oportunidade para debater o impacto das novas tecnologias na forma de produzir e consumir conteúdo, além de abordar as transformações que vem acontecendo na mídia.

Há três anos, a O2 já vem trabalhando em projetos de narrativas imersivas, como é o caso da produção em realidade virtual. De acordo com Laganaro, a ideia da apresentação é mostrar o que rolou de evolução na pesquisa em desenvolvimento tecnológico e criativo nessa área. “É a experiência de quem saiu da tela plana para o conteúdo em realidade virtual. Saímos do zero, ou melhor, desaprendemos tudo o que sabíamos na produção de filmes em tela plana para chegarmos a filmes em que a tela inexiste”, comentou.

Diretor Ricardo Laganaro, da O2 Filmes. (Foto: Divulgação)

Diretor Ricardo Laganaro, da O2 Filmes. (Foto: Divulgação)

Após Ricardo Laganaro apresentar a palestra Realidade Virtual: Uma conversa sobre a Experiência da O2 Filmes, das 11h45 às 12h45, o Mediamorfosis irá discutir as implicações desta tecnologia no Brasil além de trazer nomes como o britânico Mark Atkin e o australiano Oscar Raby para avaliar os desafios na criação de conteúdo nesse formato. Mark Atkin é curador do Interactive at Sheffield, que realiza o Crossover Interactive Summit, uma conferência digital anual que dá início ao Sheffield Doc/Fest, mostra de documentários de Realidade Virtual. Já Oscar Raby é artista multimídia e produtor de conteúdo em realidade virtual; seu documentário Assent foi exibido em 2014 nos festivais de Sundance, IDFA e no Sheffield Doc/Fest, onde levou para casa o prêmio da audiência para projetos interativos.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Na programação do evento estão ainda outros nomes, como o da britânica Liz Rosenthal, diretora do Power to the Pixel, que apresentará as últimas tendências em conteúdos transmídia. A ideia é que Rosenthal dê pistas pistas sobre as diferentes formas de financiamento disponíveis atualmente no mundo. De Buenos Aires virá o próprio diretor do Mediamorfosis, Damián Kirzner, outro que também faz parte da produção transmidiática e que foi finalista ao Emmy Digital 2013. Kirzner apresentará sua visão sobre como é criar conteúdos pensando no conceito de sexto sentido. De Los Angeles está no Brasil Adam Sigel, consultor de Steven Spielberg, para explorar uma série de princípios clássicos que evoluíram ao longo da história do cinema e que oferecem informações importantes sobre a forma de abordar a criação de experiências inovadoras.

O Mediamorfosis é um evento voltado para profissionais ligados à produção e compartilhamento de conteúdo. As inscrições podem ser feitas pelo site oficial do evento. Com palestras e painéis, o objetivo do Mediamorfosis é gerar uma reflexão atualizada através de cada discussão, de cada post e de cada conversa.

Festival Mediamorfosis
Quando: 13 e 14 de agosto
Que horas: Às 9h de quinta-feira começa o credenciamento. As atividades vão até 19h.
Onde:  Praça das Artes – Avenida São João, 28 – Centro, São Paulo – SP
Mais informações no site oficial do evento.