evolução

BeReal: nova rede social quer menos filtros na sua vida

Testamos o app que se denonima "a anti-rede social"durante um mês e contamos se vale a pena entrar nessa
por Alexandre Makhlouf
14.07.2022
10h10
logo do aplicativo BeReal
Reprodução/Reprodução

O anúncio de uma nova rede social sempre deixa todo mundo de ouvidos atentos e a ansiedade lá em cima para testar. Afinal, somos um dos países que passa mais tempo conectado. Não, não é exagero falar isso: Uma pesquisa NordVPN sobre hábitos digitais  revelou projeções de que brasileiros costumam passar, ao longo da vida, 41 anos na internet – o que corresponde a 54% do tempo de vida médio da população. Um pouco assustador? Sim, sem dúvida, mas que atire a primeira pedra quem nunca teve uma rede social.

Fato é que tanta conexão assim costuma trazer algumas desvantagens para a nossa saúde mental, com tantos filtros, expectativas e postagens. Uma nova rede, então, foi criada com algumas mudanças para corrigir esse cenário. Estamos falando do BeReal, criado em 2019 com a proposta de, como o nome já diz, ser mais real.

E como o BeReal garante que isso acontece? Será que tem algum efeito realmente positivo ter acesso a conteúdos mais reais? Vale a pena criar mais um perfil em mais uma rede? Para responder a todas essas perguntas, a gente testou o aplicativo durante um mês e conta, aqui embaixo, se você deve ou não fazer o download.

O que é BeReal?

Bom, vamos começar do começo: BeReal é uma nova rede social que só pode ser acessada por smartphones – com apps disponíveis no Google Play e na App Store – e que se propõe a trazer conteúdos mais reais para quem usa. Aqui, não é possível seguir ninguém, apenas adicionar como amigo. Ou seja, aqui já temos uma primeira vantagem: não existe aquela noia de "será que fulano me segue de volta" e nem uma pressão louca para acumular seguidores, como acontece no Instagram e no TikTok. "Seguidor", aliás, nem é o nome. Todo mundo aqui é "amigo".

Como funciona o BeReal?

Para garantir que o conteúdo seja realmente mais real, não existem filtros no BeReal. E nem a possibilidade de usar no aplicativo uma foto que não tenha sido tirada nele. Com acesso à câmera do seu celular, o BeReal manda uma notificação para dizer que já está liberado postar – calma, vamos explicar isso na sequência – e, quando você acessa o app, tem 2 minutos para fazer sua foto do dia. Ao clicar no botão, a câmera captura, com uma diferença de segundos, o que a sua câmera frontal e traseira estão vendo.

print da tela do app BeReal
Reprodução/Reprodução

print da tela do app BeReal
reprodução/Reprodução

Aqui, vale mais uma explicação: caso você receba a notificação e não acesse o app na hora, você pode, sim, postar atrasado. É só na hora que você acessa o app que os dois minutos vão começar a contar. Então, se estiver em uma reunião de trabalho ou no meio da rua, não precisa se desesperar pra postar naquele espaço exato de tempo. Vai aparecer que você postou atrasado, ok, mas a maioria das pessoas posta atrasado, é normal.

Limitar o tempo que você tem para a foto e registrar, quase simultaneamente, o que seu celular vê dos dois lados são duas das maneiras de garantir que o conteúdo ali produzido não será fake – você não vai refazer mil vezes às fotos e nem vai poder encenar muito o que está acontecendo do outro lado. Se estiver linda na selfie, que ótimo!, mas cuidado com aquelas meias jogadas no tapete da sala que talvez estejam do outro lado.

Não, não estamos falando isso para adicionar uma neura à sua já extensa lista (essa frase contém muita autocrítica do editor que a escreveu, ok?). Quando você começa a fazer amizades no aplicativo e ter acesso ao conteúdo "vida real" dos seus amigos, as meias jogadas no tapete da sala ficam até mais divertidas e você relaxa um pouco ao produzir seu conteúdo. E, depois de um mês postando diariamente no BeReal, posso afirmar que é legal ver as pessoas sem nenhum filtro, em situações absolutamente cotidianas – que vão de selfies da galera suada na academia à fotos de amigos fazendo planilhas ao longo da tarde, meros mortais trabalhadores como… você :)

O que mais eu preciso saber sobre o BeReal?

Lembra que a gente usou a expressão "liberado para postar"? Pois é: só se pode fazer um post por dia. O app vai te avisar quando estiver liberado e, aí sim, você pode registrar seu dia. "Puts, Elástica, mas hoje eu acordei em situação de feia e não tô afim de aparecer assim, com uma espinha na testa, sem lavar o cabelo e com cara de cansado". Sem problemas, é só não postar. Mas aí você não vai poder ver o que seus amigos postaram também.

É isso mesmo que você leu: para liberar o acesso ao BeReal que seus amigos postaram naquele dia, você precisa postar também. É sobre ser mais real, e todo mundo tem seu dia de feiura, é absolutamente normal. O app faz isso para instigar a curiosidade e garantir que mais gente poste e não perca um dia no cronograma, mas confesso que, mesmo nos dias em que eu estava mais desaplaudido, até ajudava ver mais gente desaplaudida ou, na verdade, perceber que não tava tão ruim assim.

print da tela do app BeReal
No BeReal, as reações são 100% personalizáveis – com o seu rosto reprodução/Reprodução

Outra coisa simpática do BeReal são as reações. Você pode curtir e comentar os posts de seus amigos, e essas reações são totalmente customizáveis: existe a opção de registrar, com uma selfie, uma expressão correspondente a cada reação. Amou aquela foto? Faça uma carinha de "ai que fofo" e deixe registrado. Ficou chocada com o BeReal da sua amiga que está plena na praia em plena terça-feira? Registre sua cara de choque e reaja!

print da tela do app BeReal
Printou, dançou! Brincadeiras à parte, lembre-se: printar o BeReal de um amigo manda automaticamente uma notificação para a pessoa! Reprodução/Reprodução

Por fim, um último aviso: se você tirar print do BeReal do amiguinho, ele será notificado. Aparentemente, além de ser sobre realidade, é sobre transparência, rs. E, para saber quem printou, ele tem que compartilhar o BeReal dele com mais alguém. Já deu pra entender que a moeda de troca aqui é compartilhamento de você sendo você mesmo, né?

Vale a pena entrar no BeReal?

Depois de um mês tirando foto da tela do meu computador, da televisão enquanto vejo série, do meu namorado e eu deitados na cama e do meu gato tomando sol – esse último talvez o grande hit do home office na plataforma –, meu veredito é que sim, vale a pena entrar no BeReal. Tenho adorado ver o que meus amigos postam por lá (os amigos da vida real e os que eu só interajo pelo app), é uma rede social que me causa um total de zero ansiedade negativa e apenas uma expectativa gostosa de "nossa, liberou o BeReal, deixa eu ver o que vou mostrar" sem a neura intrínseca que o Instagram me causou.

Se você quiser testar, é só baixar o app gratuitamente, preencher um cadastro rápido e começar a brincar.

mais de
evolução
A psicanalista detalha como identificar os sinais, a importância da rede de apoio e como se recuperar do trauma
Ouvimos vítimas, especialistas e empresas que levam a uma única resposta em comum: as mulheres não têm o direito à dúvida
chairas-nicole-bustamente-1

O primeiro haxixe da história

Por
Charas é o nome do haxixe mais antigo do mundo, e ele tem uma história rica em lendas e tradições! Saiba tudo sobre esse concentrado canábico ancestral
O podcast mais ouvido do momento evidencia uma das maiores chagas do Brasil: a escravidão contemporânea existe, e está perto de nós