expressão

9 motivos para torcer para Linn da Quebrada no BBB22

Spoiler: este não é um texto imparcial e existem bem mais razões do que as listadas aqui, porque a Linn é maravilhosa

por Alexandre Makhlouf Atualizado em 17 jan 2022, 14h42 - Publicado em 17 jan 2022 13h28
-
Clube Lambada/Ilustração

a última sexta-feira, 14, o Boninho fez boa parte dos brasileiros ficar sintonizado no GloboPlay, no Twitter e na TV esperando o anúncio dos 20 participantes que fariam parte do BBB22. A emissora divulgou os nomes um por um, ao longo de todo o dia, nos intervalos comerciais da programação.

Entre nomes da Pipoca – os anônimos, que se inscrevem para participar do programa – e do Camarote – os famosos, que são convidados –, um nome chamou nossa atenção: Linn da Quebrada, rapper, artista, ativista, travesti e, se vocês me permitem, um ícone da música e da cultura brasileira.

O Buzzfeed já tinha adiantado que a Linn estava confirmada nesta edição do programa, mas como a gente só acredita na hora que passa na Globo mesmo – afinal, o que não falta é lista de site de fofoca especulando… –, nada mais justo do que aproveitar o dia de hoje, em que estreia o BBB22, para dar uma lista de motivos para torcer pela Linn nessa edição.

O jornalismo em que a gente acredita depende de você; apoie a elástica

Continua após a publicidade

Ela é a primeira travesti a participar do BBB nos últimos 10 anos

Ariadna Arantes foi a primeira participante trans do BBB e esteve na casa durante a 11ª edição do programa, em 2011. De lá para cá, nenhuma outra pessoa trans foi representada no programa. Ter uma travesti como a Linn em um programa de grande audiência, que é televisionado para o Brasil inteiro, é um respiro de representatividade em tempos de Brasil sombrio.

Continua após a publicidade

Sério, isso é importante demais

Logo depois do anúncio da Linn no BBB22, o que não faltou foram declarações de outras pessoas trans falando da alegria, da importância e do símbolo de resistência que é a presença dela no programa. Para quem se vê o tempo todo representado na mídia, pode ser difícil de entender, mas é interessante fazer o exercício de se colocar nesse lugar não só na hora de ouvi-la, mas de entender sua presença na casa.

Continua após a publicidade

Linn é, além de artista, uma grande ativista pela causa T

A Linn, na verdade, é uma ativista de corpo e alma. Sempre falou abertamente sobre seu corpo transviado, sobre ser uma exceção – inclusive na chamada do BBB, o que é super corajoso – e sobre como corpos trans, pretos, periféricos e não normativos sofrem na nossa sociedade. Em suas redes, ela divide conquistas pessoais, como ter conseguido mudar seu nome no documento, fato que aconteceu dias antes de ser confirmada no programa. Não temos dúvidas de que ela, lá dentro da casa, ela vai tocar em discussões importantíssimas.

Ela é uma mestra das palavras

Se você não conhece o trabalho e as músicas de Linn da Quebrada, a gente adianta uma coisa: ela domina como ninguém a arte dos jogos de palavras, dos trocadilhos, de brincar com as sonoridades. Vocês conseguem imaginar o que vai ser essa mulher em noite de Jogo da Discórdia? Ou então uma justificativa de voto no confessionário? 

Continua após a publicidade

Ela já sabia que ia pro BBB22…

E se esse tweet não é prova suficiente disso, não sabemos o que mais falar…

Continua após a publicidade

A Elza Soares está torcendo pra ela

E ela ainda chamou de “Minha Linn” 🥺

Mas, falando sério: se uma das mulheres negras mais importantes da cultura brasileira, que sempre lutou pelos direitos femininos e contra a violência de gênero, declarou apoio à Linn da Quebrada, por que você não declararia????

Continua após a publicidade

A fanbase da Linn no BBB atenderá por #Linndonas

E aparentemente esse é o nome de fã clube que a gente precisava e não sabia! Outras opções para quem quiser se sentir parte desse grupo é #TeamLinn (oficial), #cadelinn ou #boiolinn – esses dois últimos são sugestões dos próprios fãs.

Para manifestar seu apoio nas redes, também vale colocar um emoji de sereia ao lado do nome 🧜‍♀️

Continua após a publicidade

Linn é inteligente, sagaz, sabe argumentar e dialogar

Vocês conhecem alguém com oratória suficiente para conversar – e convencer – um ex-presidente da República? A gente aqui costuma se debruçar sobre assuntos políticos sem medo de se posicionar, e a Linn é exatamente como a Elástica nesse sentido. Além disso, quantos artistas da nossa geração tiveram a oportunidade de se sentar com uma pessoa do porte político do Lula e falar de coisas tão importantes? Obrigado, Thelminha, por ter convidado a Linn pro Triangulando!

Os LGBTQIA+ estão com Linn da Quebrada, e isso significa…

Ótimos memes! Se em três dias o conteúdo já está de tamanha qualidade, a gente mal pode estar pelos próximos meses e pelas frases da Linn que serão transformadas em deliciosas figurinhas no WhatsApp ou imagens para compartilhar com a legenda “hoje eu tô só a Linn”.

Continua após a publicidade

Então, enquanto durar o BBB22, é bom vocês saberem: talvez nosso perfil nas redes sociais tenha essa energia aqui.

Brincadeiras à parte, a gente deseja toda sorte do mundo pra Linn, torce verdadeiramente por ela e sabe que, com ou sem prêmio do BBB22, ela já é uma vencedora.

Continua após a publicidade

Tags Relacionadas
mais de
expressão
Com shows de grandes nomes do forró, conferimos in loco por que o evento é a maior festa junina do mundo
credito-Amazon-studios_MG_0910_ALTA

O íntimo da família Gil

Por
O reality "Em Casa com os Gil", do Prime Video, mostra a trajetória do cantor e como seu legado passa entre as gerações
Crédito_Bubu-Filmes-(3)

CEO da própria vida

Por
Com 20 anos de estrada e prêmios no cinema e no teatro, Babu Santana também empreende e alavanca novos talentos musicais com sua Paizão Records
destaqueAna-Hikari—Crédito-Giselle-Dias-foto-Walter-Lobato-beleza-(3)

Não me chama de japa

Por
Conversamos com Ana Hikari, atriz e comunicadora, sobre representatividade amarela nas telas, sexualidade e luta antirracista
Acompanhamos a rapper Nina em uma sessão de fotos e conversamos sobre sua trajetória, o primeiro álbum e o machismo no cenário musical

Não é ? Sair.

Ter independência no discurso, manter uma rede diversa de colaboradores, remunerar bem a todos e fomentar projetos sociais são bases fundamentais para a Elástica.
Vivemos de patrocínios de empresas que acreditam em nosso discurso e nossas causas, além da colaboração dos nossos leitores através de assinatura digital. Na página de Contas Abertas você pode ver os valores que hoje a Elástica arrecada, e conferir os custos que incorremos para produzir o conteúdo que oferecemos.